anaguerra@mundocult.com.br

Notícias

AGENDA DO INSTITUTO LING EM MARÇO


No mês de março, o Instituto Ling traz música de diferentes gêneros e países. Da Alemanha vem o pianista Martin Münch, com seu programa Um momento inusitado: Bach encontra Valsas, em que toca obras de Ravel, Bach, Strauss e composições próprias. Da Argentina, um trio feminino que vem ganhando lugar de destaque na cena jazzística internacional: o Bourbon Sweethearts, com repertório que faz referência ao swing, ao calipso, ao blues e ao jazz tocados na primeira metade do século XX. Para fechar o mês, Carlos Badia – um dos grandes músicos da cena local – vem mostrar seu mais novo trabalho, o álbum 0+2, em que transita pela música instrumental, regional e as canções.

O recital do pianista Martin Münch acontece no sábado, 10 de março, às 17h. Considerado pela crítica um dos mais conceituados pianistas da atualidade, Münch vai interpretar obras de Ravel (Valse noble Nr. 4 e La Valse), Bach (Preludio-Invention-Preludio), Strauss (Rosas do sul e Vozes da Primavera), além de composições próprias (Valses sentimentales op.48 e Valse lente do concerto N° 1 op.3). Nascido em Frankfurt, Münch estudou Música e Filosofia e, posteriormente, Composição. Como solista realizou concertos em trinta países e registrou gravações para rádio e televisão. Sua obra musical inclui quase 60 peças, desde música para piano e música de câmara a composições para orquestra. Por sua abertura "Fogos de Artifício" obteve o 1° prêmio no concurso Pyromusikale, em Berlin (2009). Seu CD "Katharsis" (1996) recebeu uma acolhida entusiasmada por parte da crítica (Frankfurter Rundschau, Die Zeit, NMZ). É também diretor artístico de vários festivais de piano em Heidelberg, Florença e outras cidades.

A Bourbon Sweethearts se apresenta no Instituto Ling no dia 14 de março (quarta-feira), às 20h. O trio acústico feminino – formado por Mel Muñiz (Voz, Violão Tenor e Ukelele), Cecilia Bosso (Voz e Contrabaixo) e Agustina Ferro (Voz e trombone) – interpreta temas clássicos e composições próprias que fazem referência a gêneros musicais populares da primeira metade do século XX, como swing, calipso, blues e jazz. Por sua força e personalidade, suas harmônicas vocais e sua orquestração particular o trio vêm ganhando grande destaque na cena musical argentina, tendo se apresentado em lugares míticos da cidade portenha, como Konex, Usina del Arte, Bebop Club, Thelonious Jazz Club, Notorious, Café Vinilo, Teatro Margarita Xirgu, Santos 4040, CC Matienzo, entre outros. Também participou de festivais como o Festival Internacional de Jazz de Buenos Aires, Oh la la Fest, Festival de Jazz y Blues de Junín, Open Folk, Festival Macerar de Mar del Plata, e de eventos como o Sofar Sound Buenos Aires.

No dia 22 de março (quarta-feira), às 20h, é a vez do músico e compositor gaúcho Carlos Badia subir ao palco do Instituto Ling para apresentar o seu mais recente trabalho, o álbum 0+2. Neste segundo disco solo, Badia consolida-se como um músico que transita com naturalidade entre a música instrumental e as canções. Uma música essencialmente brasileira, mas com marcas universais e raízes regionais. No show de estreia, o violonista Badia vem acompanhado de um time de músicos de alta qualidade, o mesmo que participou das gravações do CD: Pedro Tagliani (guitarra), Sandro Bonato (bateria) e Lucas Esvael. A apresentação também terá surpresas, como alguns convidados especiais. Além do repertório do disco, o show traz músicas do seu disco anterior (Zeros) e releituras de clássicos universais.

O álbum 0+2 tem oito composições próprias – exceto uma parceria com Pedro Tagliani, músico que assina a produção musical com Badia – e conta com participações especiais de Hermeto Pascoal (em um áudio/depoimento sobre música), Luciano Leães (no órgão Hammond) e Daniel Zanotelli (nos saxofones).

Além de exímio músico, Carlos Badia é um ativista da cena jazzística e instrumental do RS. Entre suas múltiplas atividades, é o idealizador e um dos realizadores do POA JAZZ FESTIVAL (eleito o Melhor Festival de Música de 2017 pelo Prêmio Profissionais da Música), do projeto Homenagem ao Jazz, do Festival Villa do Jazz e do Gramado Jazz & Blues Festival (que terá sua primeira edição em julho de 2018).

A programação musical é uma realização do Instituto Ling e Ministério da Cultura / Lei de Incentivo à Cultura / Governo Federal, com patrocínio da Fitesa e da Crown Embalagens e curadoria e produção da Branco Produções.


Martin Münch (piano) – recital Um momento inusitado: Bach encontra Valsas

Dia 10 de março (sábado), às 17h

http://www.institutoling.org.br/programac-o-cultural/martin-munch-i-10-03-2018-17h.html

 

Bourbon Sweethearts

Dia 14 de março (quarta-feira), às 20h

http://www.institutoling.org.br/programac-o-cultural/bourbon-sweethearts-i-14-03-2018-20h.html

 

Carlos Badia – lançamento do álbum 0+2

Dia 22 de março (quarta-feira), às 20h

http://www.institutoling.org.br/index.php/programac-o-cultural.html

 

Classificação Etária: Livre

Ingressos: R$ 40 (50% desconto para estudantes e +60)

Pontos de venda

Online: Presencial: Instituto Ling (R. João Caetano, 440). De segunda a sexta-feira das 10h30 às 22h; sábados, das 10h30 às 20h.

Endereço: Rua João Caetano, 440 | Bairro Três Figueiras | Porto Alegre

Fone: 51 3533-5700 | Email: instituto.ling@institutoling.org.br

 

 

 

 

Veja Também