anaguerra@mundocult.com.br

Notícias

5º CONCERTO OFICIAL DA ORQUESTRA JOVEM DO RS SERÁ EM 31 DE OUTUBRO

 

O 5º Concerto oficial da Orquestra Jovem do Rio Grande do Sul será diferente e emocionante. A apresentação levará ao palco diversos irmãos que frequentam juntos as aulas da OJRS. Além disso, os alunos farão um especial sobre ‘músicas de desenhos’, e vão tocar A Bela e a Fera, Rei Leão, Pantera Cor de Rosa, ET, entre outras canções representativas para crianças, adolescentes e adultos.

A apresentação está marcada para a próxima quarta-feira, dia 31 de outubro, às 19h, no Teatro do Centro Histórico-Cultural Santa Casa (Avenida Independência, 75, em Porto Alegre). A entrada é franca.

Os irmãos se apresentarão em solos. Bento (viola) e Carlos Eduardo (violino), Sophia (flauta) e Stephany (viola), José Luis (percussão) e Gabriel (viola), Kelly (fagote) e Thiago (fagote), Desyreê (contra-baixo) e Naesha (viola), Raquel (trompa), Mírian (clarinete) e Aarão (clarinete), Guilherme (trombone) e Franciele (trompete), Matheus (flauta) e Bruna (violino), Cauirã (percussão) e Naiúme (violino), Yasmin (clarinete) e Emily (trompete), e Henrique (fagote) e Lara (violoncelo) executarão Canon in D, de J. Pachelbel.

“No mês dedicado às crianças, é uma honra para a Orquestra Jovem colocar em cima do palco famílias inteiras que estão sendo impactadas com o nosso trabalho de inclusão social através da música”, destaca o maestro Telmo Jaconi. Ele também salienta que a continuidade do projeto que fará 10 anos em 2019 está ameaçada. “A sustentabilidade da Orquestra, assim como sua expansão e crescimento, depende do apoio de sócios, de empresas que patrocinam e de doações de pessoas físicas e jurídicas via Lei de Incentivo à Cultura do Estado e Lei Rouanet”, explica Jaconi.

A Orquestra Jovem do Rio Grande do Sul

A Orquestra Jovem do Rio Grande do Sul proporciona formação profissional na área da música instrumental, inclusão social, geração de renda e oportunidades de vida a mais de 100 crianças e jovens da Grande Porto Alegre. Estudantes da rede pública de ensino, na faixa etária de 10 a 24 anos, formam o público alvo que compõe o corpo orquestral.

A entidade mantenedora é a Associação Orquestra Jovem do Rio Grande do Sul, criada em 2010, uma ONG pautada pelo princípio de transparência e voltada à gestão integral da Orquestra. A manutenção das atividades ocorre por meio de contribuições dos Amigos da Orquestra Jovem, projetos incentivados, empresas patrocinadoras e doações.

A Orquestra Jovem do Rio Grande do Sul é reconhecida em todo o Rio Grande do Sul e no Uruguai, já tendo realizado concertos em dezenas de cidades. Em 2012 recebeu o Prêmio Líderes e Vencedores, concedido pela Assembleia Legislativa, e o Prêmio Equilibrista do Ano, do IBEF/RS (Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças). Em 2014, venceu o edital Funarte de Apoio a Orquestras e, em 2015, o edital Pró-Cultura RS/FAC Sonora Musical.

Além dos concertos mensais gratuitos realizados no Teatro do Centro Histórico-Cultural da Santa Casa, os alunos fazem apresentações em eventos públicos e privados em todo o Estado, e em diversas capelas de Porto Alegre, com a série Orquestra Jovem do Rio Grande do Sul – Circuito das Capelas.

 

O QUÊ: 5º concerto da temporada 2018 da Orquestra Jovem do Rio Grande do Sul com a apresentação dos irmãos solistas.

QUANDO: quarta-feira, 31 de outubro, às 19h.

ONDE: Teatro do Centro Histórico-Cultural Santa Casa (Avenida Independência, 75, em Porto Alegre).

QUANTO: entrada franca mediante retirada de senhas uma hora antes do início do espetáculo na bilheteria do próprio teatro.

 

FOTO: ISAIS MATTOS

 

 

 

 

Veja Também