anaguerra@mundocult.com.br

Notícias

EXPOSIÇÃO MESTRES REINVENTADOS - RELEITURAS SOBRE ARTISTAS DA CHICO LISBOA

 

Para comemorar os 80 anos da Associação Rio-grandense de Artes Plásticas Francisco Lisboa, a Chico Lisboa, a entidade inaugura no dia 18 de setembro, às 18 horas, uma exposição comemorativa na Galeria do Arte do DMAE, em Porto Alegre. Liana Timm & Gilberto Oliveira apresentarão o show "Meu Brasil brasileiro", às 20 horas.

A curadoria da mostra – formada pelo curador José Francisco Alves e pela curadora-assistente Cláu Paranhos - convidou 14 artistas para realizarem releituras de 14 artistas “históricos” da Chico Lisboa, dentre as dezenas de artistas que ao longo dos anos participaram das diretorias da associação.

A Associação foi criada por um grupo de artistas em 9 de agosto de 1938, entre os quais Carlos Scliar e Guido Mondin Filho. Em uma época de quase nenhum espaço de exposições e oportunidades de mostrar seus trabalhos, o grupo inicial organizou o Salão Oficial da Associação, cuja primeira edição, naquele ano, ocorreu na Casa das Molduras. O Salão foi realizado quase que anualmente até 1965, sendo reativado de 1992 a 1996. Ao longo dos anos, a associação realizou outras iniciativas, inclusive fora do Rio Grande do Sul.

A década de 1950 talvez seja a de maior atividade da Chico Lisboa, com a realização de Feiras de Gravura, concursos, e pela criação do Salão de Artes Plásticas da Câmara Municipal de Porto Alegre (1953), projeto proposto pelo sócio e dirigente da Chico, o Vereador Josué Guimarães. Na década de 1960, após o Golpe Militar, a entidade começou a esvaziar-se, até entrar em recesso, voltando a reativar-se com a abertura política do país, em 1979.

Em 1983, ocorreu a mais importante realização da Chico Lisboa, o 3.º ENAPP – Encontro Nacional de Artistas Plásticos Profissionais, no MARGS, com o apoio do museu e da FUNARTE. No Séc. XXI, depois de décadas, a entidade voltou a contar com sede física, com um espaço de exposições e eventos, na Travessa dos Venezianos, Cidade Baixa.

A Chico Lisboa é a entidade de artistas plásticos mais antiga em funcionamento no Brasil, também aberta a estudantes e não-artistas que ajudam em colaborar com o desenvolvimento das artes visuais no Brasil, sob a ótica do artista, como entidade representativa de classe.

O Logotipo da entidade, dos anos 1940 até os anos 2000, foi uma xilogravura de João Faria Vianna, o primeiro presidente da Chico Lisboa, feita para o cartaz do V Salão de Artes Plásticas Oficial da Associação, em 1942. (Em anexo)

Para a exposição Mestres reinventados, os artistas convidados escolheram seus respectivos artistas homenageados, cuja seleção também reverencia diretores que estiveram à frente da entidade ao longo desses 80 anos.

Lista dos 14 artistas convidados com o artista escolhido para a releitura:

 


Ana Norogrando – XICO STOCKINGER

Antônio Augusto Bueno – JOÃO FARIA VIANA

Beatriz Balen Susin – GLÊNIO BIANCHETTI

Bebeto Alves – GLAUCO RODRIGUES

Eleonora Fabre – ZORÁVIA BETTIOL

Fernanda Martins Costa – TRINDADE LEAL

Gilberto Perin – LIANA TIMM

Nilton Santolin – CARLOS PETRUCCI

Paulo Chimendes – ADO MALAGOLI

Ricardo Giuliani – CARLOS SCLIAR

Rogério Livi – VASCO PRADO

Rosane Moraes – ENIO LIPPMANN

Verônica Vaz – MÁRIO RÖHNELT

Wilson Cavalcanti – PAULO PERES

 

EXPOSIÇÃO Mestres Reinventados - Releituras sobre artistas da Chico Lisboa

Galeria de Arte do DMAE – ABERTURA: 18 de setembro, às 19h

ENCERRAMENTO: 19 de outubro.

Curador: José Francisco Alves

Curadora-Assistente: Cláu Paranhos

foto de obra de Nilton Santolin

 

 

Veja Também