anaguerra@mundocult.com.br

Notícias

IEL lança 'Eu Leio Hermes' e sedia palestra da ARL na Semana Estadual do Livro e Incentivo à Leitura

 

Dentro da Semana Estadual do Livro e Incentivo à Leitura, que ocorre de 18 de 24 de abril, o Instituto Estadual do Livro (IEL) lança o projeto "Eu Leio Hermes", com a leitura de trechos da obra de Hermes Bernardi Júnior, no dia 18 de abril (quarta-feira), a partir das 19h, em sua sede (André Puente, 318). E no dia 19 (quinta), às 16h, sedia a palestra "Vida Obra do Poeta Alceu Wamosy", com os acadêmicos José Edil Lima Alves e Colmar Duarte, em uma promoção da Academia Rio-Grandense de Letras (ARL). Ambos os eventos tem apoio da Associação Ligia Averbuck esão gratuitos. 

EU LEIO HERMES

O Projeto "Eu Leio" é uma homenagem de escritores (as) para um escritor(a), onde cada autor (a) faz uma breve leitura - de aproximadamente 2min - de um trecho da obra do autor. Até hoje foram abordados Carlos Urbim, Sérgio Napp, Mario Quintana e Moacyr Scliar, todos já falecidos. Participam desta edição Carlos Augusto Pessoa de Brum, Débora Jardim, Gláucia de Souza, Graciella Reyna Quijano, Jacira Fagundes, Jussara Mello, Leticia Moller, Luis Dil, Maria da Graça Rodrigues, Milene Borazzetti, Queli Cambraia, Rodrigo Barcellos, Rosane Castro, Sonia Zanchetta e Vitor Diehl. O evento será conduzido pela presidente da Associação Ligia Averbuck, a escritora Marô Barbieri e pela diretora do IEL, Patrícia Langlois. Hermes Bernardi Junior, o autor homenageado, foi escolhido pelo conjunto da obra e sua importância na formação do leitor. O escritor de literatura infanto-juvenil teve grande destaque, com participação assídua no projeto "Autor Presente", do IEL, realizado nas escolas.

 

Hermes Bernardi Junior

Natural de São José do Ouro (RS), o escritor e ilustrador viveu entre 1965 e 2015, fixando residência em Porto Alegre. Foi a partir da leitura de "As Aventuras do Avião Vermelho" de Erico Verissimo que decidiu trilhar a carreira literária, cursando a oficina com Luiz Antônio de Assis Brasil para se aperfeiçoar na escrita e o Atelier Livre da Prefeitura, assim como a Academia Europea Di Firenze (Itália), na ilustração. Trabalhou nos EUA, de 2000 a 2001, onde ganhou a condecoração Friend's Book, por sua atuação incentivando a leitura entre latinos residentes, na Filadélfia e Nova Iorque, a convite do Departament of Education USA. Em seu retorno ao Brasil coordenou as oficinas literárias da Descentralização, na Secretaria Municipal de Cultura (SMC) de Porto Alegre e desenvolveu projetos de incentivo à letiura para crianças, financiados pelo Fumproarte. 

Viajou pelo Brasil como contador de histórias, nos projetos "Colcha de Histórias", espaço itinerante de contação de histórias e "Terça Eu Conto pra Você!", Prêmio O Sul e Os Livros de Melhor Projeto de Incentivo à Leitura 2008. Na capital gaúcha também criou os programas de incentivo à leitura "Tapete Mágico" e "30 Retalhos, a Poesia ao Alcance do Olhar". Foi presidente da Associação dos escritores e Ilustradores de Literatura Infantil e juvenil (AEILIJ) na Feira do Livro de Porto Alegre. 

Tem mais de uma dezena de livros publicados, sendo os primeiros, "Abecedário Alegre do Porto" (1998/Fumproarte), como escritor; e "Doido pra Voar" (2009), pela Artes & Ofícios, indicado ao Prêmio Açorianos. De sua obra, tinha especial apreço por "Planeta Caiqueria" (2003), pela Editora Projeto, onde também lançou "E um Rinoceronte Dobrado" (2008), finalista do Prêmio Jabuti e "Dez Casas e um Poste que Pedro Fez" (2010). Seu livro "Pé de Sapato, uma História de Muitas Histórias" foi indicado ao Prêmio AGES - Livro do Ano e foi selecionado para o catálogo Bolonha/Itália, organizado pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, como uma das obras de referência da literatura infanto-juvenil brasileira no ano de 2011. Também é autor de "O Emaranhado da Maçaroca" e "Alguma Coisa Se Encaixa", ambos pela Larousse do Brasil; "Péde Sapato - uma História de Muitas Histórias" (Biruta); "Casa Botão", pela DCL; "Medo Dó de Medo Monstro" (Zit); "Tem um Furo Nessa História" (Mundo Mirim) e "Lilliput", pelo Armazém de Livros Editora. No teatro infantil, escreveu "Passa, Passará" e "Pé de Sapato", tendo adaptado para crianças "A Tempestade" de William Shakespeare. 

 

VIDA E OBRA DE ALCEU WAMOSY

A Academia Rio-Grandense de Letras (ACR) promove sessão especial, em memória de Alceu Wamosy, patrono da Cadeira 40 da instituição, com o apoio do Instituto Estadual do Livro (IEL). O uruguaianense Alceu Wamosy (1895-1923) escreveu poemas cheios de desencanto, em uma produção que se destacou no Sul do país que é uma das mais significativas do simbolismo brasileiro, sendo o seu soneto “Duas Almas” um dos mais conhecidos em língua portuguesa.

Os conferencistas:

José Édil de Lima Alves: ocupante da Cadeira 3 da Academia, é graduado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), mestre em Literatura Portuguesa e doutor em Letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Exerceu o magistério superior na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Uruguaiana (Fafiur), PUCRS, Universidade Federal de Pelotas (UFPEL) e Universidade Luterana do Brasil (Ulbra).

Colmar Duarte: ocupante da Cadeira 40, é idealizador e um dos criadores da Califórnia da Canção Nativa do Rio Grande do Sul. Poeta, escritor, pesquisador e compositor, é autor de obras como “Sesmaria dos Ventos” (1979), “Cancha Reta” (1986), “Cardo” (1993), “Tempo de Viver” (2000), “Romanceiro da Salamanca” (2002), “O Jardineiro Cego & Mamboretá” (2004) e “O Correntino – e Outros Causos” (2006).

 

Serviço:
Eu Leio Hermes

Dia: 18 de abril de 2018 (quarta-feira)
Hora: a partir das 19h.
Local: Instituto Estadual do Livro (André Puente, 318), bairro Independência - Porto Alegre

Palestra "Vida e Obra de Alceu Wamosy"
Dia: 19 de abril de 2018 (quinta-feira)
Hora: a partir das 16h
Local: Instituto Estadual do Livro (André Puente, 318), bairro Independência - Porto Alegre

Informações: iel@sedactel.rs.gov.br e (51) 3314-6450
Entrada franca.

 

 

 

 

Veja Também