Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Postado em nov 12, 2015 em Arte

“Figuras e Brincantes” inaugura no Museu Casa Pontal em clima de comemoração

 

O Museu Casa do Pontal inaugura dia 14 de novembro (sábado), às 15h, a exposição FIGURAS E BRINCANTES, Arte e Performance na cultura Popular com a exibição de 53 obras de artistas populares. A mostra nasce do desejo de homenagear os mestres da cultura popular presente no acervo do Museu Casa do Pontal e comemorar três grandes conquistas para a Arte Popular: a promulgação da Convenção sobre a Proteção e Promoção da Diversidade das Expressões Culturais, pela Unesco, em 2005; o reconhecimento do Jongo como Patrimônio Cultural Brasileiro; e do Museu Vivo do Fandango como boa prática em prol da salvaguarda do patrimônio imaterial, pela Unesco.

Entre as muitas expressões festivas que acontecem no Brasil a exposição apresenta o Bumba-meu-boi, a Cavalhada, o Mamulengo, o Cavalo Marinho, o Jongo e o Fandango. Manifestações de grande impacto e relevância social e cultural que, entre outros aspectos, têm em comum o fato de terem sido reconhecidas e registradas como patrimônio imaterial.

Manifestações dinâmicas, esses folguedos, presentes na exposição por meio de artefatos e criações plásticas, só podem ser compreendidos em sua complexidade e riqueza se considerarmos a sua dimensão performática. No universo da cultura popular as palavras brincantes e brincadeiras remetem às numerosas expressões que envolvem celebrações coletivas festivas, de caráter profano ou misto. Brincante tanto pode ser alguém de “dentro” – que ocupa uma função no folguedo – quanto um passante ou turista que nele se envolve de maneira efêmera ou ocasional.

“As expressões populares que constituem a diversidade de nosso patrimônio envolvem criações de artefatos, música, dança, performance e encenação, e nos lembram que somos seres essencialmente coletivos e que gostamos de sê-lo”, afirma Angela Mascelani, curadora e Diretora do Museu Casa do Pontal. E continua: “Essas manifestações põem em evidência valores presentes no universo da cultura popular e permitem que algumas situações cotidianas sejam elaboradas coletivamente, reforçando a dimensão simbólica e os laços identitários comuns. São expressões dinâmicas que se atualizam no tempo e no espaço, signo da nossa riqueza e diversidade cultural”, explica.

Doações
A exposição FIGURAS E BRINCANTES, Arte e Performance na cultura Popular também comemora as novas e expressivas aquisições do Museu que reúne o maior acervo de arte popular brasileira. “Estamos vivendo um momento único no Museu Casa do Pontal, no qual pesquisadores importantes confiam seus acervos à nossa instituição, por reconhecerem o trabalho de difusão criteriosa da arte popular brasileira que é feito por nós. É o caso da artista, pesquisadora e professora da UFRJ Adriana Schneider que vem colecionando mamulengos nos últimos 18 anos. O mesmo ocorreu em relação à coleção de máscaras recolhidas pela fotógrafa e pesquisadora Maria Mazzillo, cujos exemplares preciosos passaram a integrar também nosso acervo. Outros colecionadores privados, como a empresária argentina MaviMatuti, acabaram de fazer uma expressiva doação de obras. Se, por um lado, o Museu passa por sérios problemas devido à especulação imobiliária no seu entorno, por outro a sociedade reconhece seu alto valor”, comemora Angela Mascelani, curadora e Diretora do Museu Casa do Pontal.

A exposição
A exposição apresenta obras de artistas consagrados como Nhozim, Maria de Beni, Lunildes, Capitão Pereira, João Cancio e importantes mamulengueiros tais como Saúba, José Lopes e Pedro Boca Rica. Na intenção de ampliar a experiência e expandir o conhecimento do público sobre o universo da cultura popular a exposição conta também com expressivo conteúdo documental audiovisual.

Serão exibidos fotos de Renan Cepeda, Marcel Gouterot, Maria Mazzillo e áudios com trechos de encenações de mamulengo e músicas do pastoril e do maracatu. Serão exibidos filmes sobre a cavalhada de Pirenópolis, as “matanças” do Bumba-meu-boi no Maranhão, os bailes de fandango do litoral sul de São Paulo e norte do Paraná, as comunidades jongueiras do Tamandaré, do Quilombo São José e Jongo da Serrinha (com destaque para Mestre Darcy e Vovó Maria Joana). Estes filmes foram dirigidos por Moana Van de Beuque, Guilherme Fernandes, Maria Mazzillo, Andréa de Valentin e realizados por instituições de importância e renome na área como a Associação Cultural Cachuera! de São Paulo, o Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular/CNFCP/IPHAN e o Museu Casa do Pontal.
FIGURAS E BRINCANTES, Arte e Performance na cultura Popular fica ambientada no Museu Casa do Pontal até 28 de fevereiro de 2016.

Sobre o Museu Casa do Pontal
Considerado pelos turistas que vieram ao Brasil durante a Copa das Confederações como um dos principais museus do país, segundo uma pesquisa da Embratur, o Museu Casa do Pontal está em atividade há mais de 35 anos e reúne o maior acervo de arte popular brasileira. Seu acervo, tombado pela Prefeitura do Rio como referência cultural da cidade, é composto por mais de 8.500 peças de 200 artistas brasileiros, produzidas a partir do século XX.

Atualmente, o Museu conta com o patrocínio institucional do Ministério da Cultura, do Governo do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura e Lei Estadual de Incentivo À Cultura do Rio de Janeiro, da Vale, da Petrobras, do IRB Brasil Re, investimento financeiro do BNDES, parceria institucional do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) e da UNESCO e patrocínio do projeto educação patrimonial da Caixa Econômica Federal.

FIGURAS E BRINCANTES – Arte e Performance na cultura Popular
Abertura: 14 de novembro de 2015, às 15h/ Show do Otto: 17h
Exposição: de 15 de novembro de 2015 a 28 de fevereiro de 2016
Museu Casa do Pontal: Estrada do Pontal, 3295, Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro – RJ. Telefones: 24904013, 2490-2429. Terça a sexta, de 9h30 às 17h. Sábado, domingos e feriados, das 10h30 às 18h. Grátis (para instalação no jardim) e R$ 10 (inteira). Mais informações: www.museucasadopontal.com.br
Entrada franca para toda a força de trabalho acompanhada por mais uma pessoa das empresas VALE, Petrobras, IRB Brasil RE e CAIXA, através da apresentação do crachá funcional. Desconto de 50% do valor da entrada para os clientes do cartão Petrobras com o cartão.

Jongo do Artista Padeiro Oliveira Crédito: Anibal Sciarretta

Jongo do Artista Padeiro Oliveira
Crédito: Anibal Sciarretta

 

También, considere “http://kamagraoraljelly.me/es/” o Comprar Kamagra Oral Jelly. Muchos posiblemente piensan que la eficacia de Kamagra está bien documentada. No tome más de Kamagra o cualquier otro medicamento que el recomendado. El profesionalismo de la salud tienes razón que resolver qué dosis es la más adecuada. Si el medicamentos se usa según sea necesario, es poco probable que esté en un programa de dosificación.