Pages Menu
Categories Menu

Postado em set 15, 2015 em Música

Compositor Leandro Maia inicia doutorado na Inglaterra

 

No dia 5 de setembro, o cantor, violonista e compositor Leandro Maia apresentou o repertório do disco Suíte Maria Bonita e Outras Veredas (lançado em POA e Pelotas em novembro passado) em show em São Paulo, no Sesc Ipiranga. O espetáculo contou com a participação do pianista fluminense/paulista André Mehmari e outros tradicionais parceiros, como Sérgio Santos. Esta foi a sua última apresentação formal, com banda (Luke Faro e Neymar Dias), em um palco brasileiro. No próximo dia 27, ele parte com a família para a Inglaterra, contando com bolsa da Capes para Doutorado Pleno no Exterior.

O músico vai estudar, justamente, “Canção”. O título do projeto de Leandro é “Poetics of Song: Creative Processes of Brazilian Songwriting” (Poética da Canção: processos criativos da canção popular brasileira). Ele realizará o PhD na School of Music and Performing Arts da Bath Spa University e tem o retorno para o Brasil marcado somente para outubro de 2018.

Antes da despedida, Leandro esteve envolvido com a finalização do Prêmio Ibermúsicas, no qual foi contemplado em 2014. O artista gaúcho recebeu US$ 6 mil para compor seis canções de gêneros populares. Foi escolhido um compositor de cada país ibero-americano. Uma das inspirações foi o seu casamento “oficial”, em maio último, com a artista Maria Falkembach, com quem tem o pequeno Gonçalo, de 6 anos – o mote do disco anterior, Mandinho.

A música Aboio será incluída em uma coletânea do concurso, a ser lançada na Argentina, com produção de Fer Isella – que já produziu Mercedes Sosa e outros. “É uma das minhas preferidas. Um blues, milonga, com impostação de voz mais gaúcha, mas muito misteriosa. O violão é afinado em “afinações preparadas”, como diria o Vitor Ramil, e realmente me inspirei nas suas afinações para fazer este tema. Gosto muito”, conta o premiado Leandro. Para ouvir: https://soundcloud.com/leandromaia/aboio-leandro-maia.

Seu último trabalho de estúdio distribuído pela Tratore, Suíte Maria Bonita e Outras Veredas, teve o projeto contemplado pelo Prêmio Funarte de Música Brasileira em 2013. Ficou entre os 10 melhores discos lançados em 2014, segundo os críticos consultados por Zero Hora (RS) e na posição 42ª na coletânea dos “Melhores da Música Brasileira 2014”, levantamento feito pelo Embrulhador. Teve, também, a faixa Luzidia considerada uma das 10 canções para serem ouvidas antes de 2015 começar, pelo blog Pampurbana.

Ainda, a parceria entre Leandro Maia e Vitor Ramil Eu-nuvem, presente no mais recente CD, integra a coletânea MPB Brazil: Samba, Bossa Nova and Beyond, lançada neste ano, 2015. Fazem parte deste álbum importantes nomes do cancioneiro nacional, como a banda gaúcha Apanhador Só e os cantores Zezé Motta, Julia Bosco, Gilberto Gil e Marjorie Estiano.

Como projeto futuro, o compositor gaúcho Leandro Maia – que assinou recentemente a trilha do espetáculo de dança-teatro Destecendo Penélope Bloom – afirma estar trabalhando em um espetáculo cênico-musical sobre Barão de Itararé, uma homenagem: “É um projeto para os próximos anos”.

Confira a entrevista com o autor sobre as composições do Prêmio Ibermúsicas:

Quais as inspirações que nortearam a “feitura das seis composições sem fronteiras” do prêmio?
LEANDRO MAIA – Estou chamando de “seis singles para casar”, pois são, de certa forma, canções que fiz para o meu casamento; são de amor, de alguma maneira. São canções que unem as identidades do meu primeiro disco, Palavreio, e o último, Suíte Maria Bonita e Outras Veredas, pois entra o toque cantautor ainda com o lance do feminino. Ia, Mulher Passarinho, Tempo é timing, Perto de Você, Aboio têm uma celebração ao casamento, em certa medida. Singles, porque são unidades desconexas, “solteiras”, mas compostas neste contexto de quem se casou.

Quando elas foram compostas? Antes e depois do teu casamento, em maio de 2015?
LM – Infinito e além – Ia (apelido da esposa) fiz para o casamento, mesmo. Cantei no casamento, inclusive, e ela dançou esta valsa em que toco piano. Obviamente, mal. Mas e daí? Para agradar o tempo é mais antiga, a primeira de todas – um samba para celebrar Chronos e baixar minha própria e característica ansiedade. Perto de Você, Mulher Passarinho e Teu Tempo é Timing (ou Os Milagres do Barão de Itararé) são mais recentes. Já tinha saído a confirmação da bolsa para o doutorado na Inglaterra, por exemplo, e a necessidade de entregar logo o prêmio. Compus muito rápido. Para receber o prêmio, precisava estar no Brasil, ainda. Foram as minhas “férias de julho” que não tive, em meio às preparações para a viagem e a finalização do áudio de Destecendo Penélope Bloom, que entrou em cartaz em agosto. Uma loucura, para falar a verdade.

E como ficam os planos como músico, com a estadia por três anos na Inglaterra para estudos?
LM – Estou muito feliz com o resultado das composições, que apontam para um novo futuro disco em breve. Teu Tempo é Timing (ou Os Milagres do Barão de Itararé), por exemplo, é uma canção que eu estava tirando do repertório, porque não me convencia. Desenvolvi através de insights. O violão mistura um arpejo de Villa-Lobos (Prelúdio 2), mas transposto para um blues, ‘roquinho’. A canção atribui ao Barão de Itararé o Status de Santo (Santo Apporelly) e brinca com as novidades do novo Papa. Joga com humor, irreverência, anarquia e uma certa polêmica.

Por que mudaste de ideia sobre este tema?
LM – Até que assumi a homenagem ao Barão, sendo que o Papa veio como uma anarquia final, um devaneio e um registro do momento atual do papa, quem diria, latino pra frentex. Antes era só o trocadilho “tempo é timing (tá em mim)”. Foi a Maria [Falkembach, a esposa] que me incentivou a não abandonar a canção. Agradeço a ela. O espetáculo cênico-musical sobre a obra do Barão de Itararé é um projeto para os próximos anos, podes anunciar.

Sobre Leandro Maia:
Cantor, violonista e compositor, teve seu CD de estreia, Palavreio, lançado em 2008, premiado com o Açorianos de Música de Revelação. Também educador musical, lançou em 2013 seu segundo disco, intitulado Mandinho – Prêmio Açorianos de Música de Melhor Disco Infantil e indicado a Melhor Espetáculo do Ano. Em 2013, na Feira do Livro de Porto Alegre, lançou Palavreio em formato de obra de poesias, um livro-CD, pela editora Mediação. Em 2014, apresentou seu terceiro trabalho de estúdio, Suíte Maria Bonita e Outras Veredas, produzido por André Mehmari. Professor de Música na Universidade Federal de Pelotas, também é Mestre em Literatura Brasileira pela UFRGS. Mais sobre o autor em www.leandromaia.com.br.

 

Crédito: Kiran F Leon

Crédito: Kiran F Leon

 

 

También, considere “http://kamagraoraljelly.me/es/” o Comprar Kamagra Oral Jelly. Muchos posiblemente piensan que la eficacia de Kamagra está bien documentada. No tome más de Kamagra o cualquier otro medicamento que el recomendado. El profesionalismo de la salud tiene que resolver qué dosis es la más adecuada. Si el medicamentos se usa según sea necesario, es poco probable que esté en un programa de dosificación.